A EVOLUÇÃO DO ENSINO SUPERIOR NOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

TENDÊNCIAS E DESAFIOS

  • Luísa Cerdeira Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Resumo

A Educação, em geral, e o Ensino Superior, em particular, constituem alavancas importantes e imprescindíveis, para a qualificação dos cidadãos, para o desenvolvimento das Nações, e para o bem-estar dos Povos. O cultivo científico dos saberes em todos os ramos de especialidade, a formação dos membros de uma colectividade de acordo com elevados padrões de exigência, uma perspectiva fundamentada e crítica sobre os complexos problemas que se nos colocam, correspondem a vectores essenciais da actividade do ensino superior, e definem-lhe os desafios de um cumprimento efectivo da sua função social.

Nas últimas décadas, o Ensino Superior tem conhecido uma expansão assinalável, quer qualitativa, quer principalmente quantitativa. Dados da UNESCO mostram que, a nível mundial, o número de estudantes no Ensino Superior cresceu de 65 milhões, em 1991, para 79 milhões em 2000, 151 milhões em 2010 e próximo dos 224 milhões em 2018. Neste contexto, interessa perspectivar a área da Educação Superior dos Países e Regiões de Língua Portuguesa, na qual se registou um franco crescimento, ainda que a ritmo e em contextos diversos, consoante as experiências dos diferentes países.

Neste artigo será feita uma análise comparada da Educação e Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Macau, Portugal e Timor-Leste, com cerca de 9 milhões de estudantes inscritos) através de alguns importantes indicadores: alunos inscritos, taxa de escolarização, despesa pública em educação e ensino superior em percentagem do PIB, procurando prospectivar as principais tendências e desafios futuros nestes países.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Altbach, P. G. (2011). The Past, Present, and Future of the Research University. In The Road to Academic Excellence The Making of World-Class Research Universities. Editores: Philip G.

Altbach, P. G. & Salmi, J. (2011). The road to academic excellence: the making of world-class research universities Washington: Banco Mundial.

Altbach, P. G., Reisberg L., & Rumble L. (2009). Trends in Global Higher Education: Tracking an Academic Revolution. A report prepared for the UNESCO 2009 World Conference on Higher Education. European Journal of Education, 39(4), 429-441.

Castro, A. A., & Cabral, N. A. (2012). O ensino superior: a mobilidade estudantil como estratégia de internacionalização na América Latina. Rev. Lusófona de Educação [on-line]. 2012, n.21, pp.69-96. ISSN 1645-7250. Http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1645-72502012000200005&lng=pt&nrm=iso

Cerdeira, L. (2009). O Financiamento do Ensino Superior Português. Lisboa: Editora Almedina. ISBN 978-972-40-3978-7. Outubro, 2009.

Costa, L. (2012). O Plano nacional de Educação e a Expansão da Educação Superior. INEP. Brasília, Novembro 2012.

Filho N. A., & Santos F. S. (2012). A Quarta Missão da Universidade. Coimbra: Universidade de Coimbra, ISBN 9789892602684.

Hénard F., Diamond L., & Roseveare D. (2012). Approaches to Internationalization and Their Implications for Strategic Management and Institutional Practice. OECD Higher Education Programme IMHE. 2012. OCDE, Better Policies For Better Lives.

Maciel, W., Dourado, R., & Faria, T. (2013). Principais Resultados do Censo de 2012. II Encontro do Censo da Educação Superior. Foz de Iguaçu, PR, Brasil.

Marginson, S. (2016). The Dream is Over. The Crisis of Clark Kerr´s Californian Idea of Higher Education. Berkeley: University of California Press, 2016.

Marginson, S. (2018). The new geo-politics of Higher Education. Global cooperation, national competition and social inequality in the World-Class University (WCU) sector – [Working paper n.º 34]. University of Oxford, UK: Centre for Global Higher Education.

Nóvoa, A. (2018). Ensino Superior no Mundo: Tudo está a Mudar. In Educação EDUCAÇÃO SUPERIOR E REGIÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA: DESAFIOS EM TEMPO DE CRISE. Org. Castro A., Cabral N.A., Cabrito. B,, Cerdeira L, Chaves J.V, pp.1-9, ISBN 978-989-8272-32-4, Educa, Lisboa, Portugal, Abril 2018.

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. (2008). Higher Education For Sustainable Development. Final Report of International Action Research Project. Paris, França

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico. (2008). Tertiary Education for the Knowledge Society. OECD Thematic Review of Tertiary Education: Synthesis Report, volume 1. Paris, França.

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico. (2009). Higher Education to 2030, volume 2, Globalization. Centre for Educational Research and Innovation.

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. (2020) Education at a Glance 2020: OECD Indicators, OECD Publishing, Paris. Recuperado em de https://doi.org/10.1787/69096873-en.

Unesco, Institute for Statistics. Setembro de 2020. http://www.uis.unesco.org/Education/Pages/default.aspx

Publicado
2020-11-15
Como Citar
Cerdeira, L. (2020). A EVOLUÇÃO DO ENSINO SUPERIOR NOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA: TENDÊNCIAS E DESAFIOS. <font color="#A31C25">Revista FORGES </Font&gt;, (Especial), 58-67. Obtido de https://www.revistaforges.pt/index.php/revista/article/view/PDF