UNIVERSIDADE EM TEMPOS DE PRECARIZAÇÃO E INCERTEZAS

  • José Dias Sobrinho

Resumo

Em tempos de crise global, a educação se torna ainda mais fundamental e imprescindível. Isso significa que toda crise esconde, no fundo, bem no fundo, uma ponta de esperança. A educação só é possível porque existe a esperança. Todo processo educativo carrega uma chama de esperança de dias melhores, seja para os indivíduos, seja para a sociedade. A esperança significa crença e expectativas na potencialidade de transcendência da situação histórica de cada ser humano e do conjunto da humanidade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUMAN, Zygmunt (1999). Globalização: As Consequências Humanas. Rio de Janeiro: Zahar.
Beck, Ulrich (2111), Sociedade de risco. Rumo a uma outra modernidade. 2ª edição. São Paulo.
FREITAG, Michel. (1995). FREITAG, Michel (1995). Le naufrage de l’Université et autres essais d’épistémologie politique. Québec: Nuit Blanche Éditeur; Paris: Éditions La Découverte
MÁRQUEZ, ´Gabriel Garcia, in SAID, Edward W. Humanismo e crítica democrática. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
GALBRAITH, John Kenneth (2004). A economia das fraudes inocentes. Verdades para o nosso tempo. São Paulo: Companhia das Letras.
PESSOA, Fernando (1999). Livro do Desassossego. São Paulo: Companhia das Letras.
PETRELLA, Riccardo. El Derecho a Soñar. Propuestas para una sociedad más humana. Barcelona: Intermón Oxfam, 2003.
SANTOS, Milton (2.000). Por uma outra globalização. Do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record.
SAID, Edward W. Humanismo e crítica democrática. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
Publicado
2020-11-16
Como Citar
Dias Sobrinho, J. (2020). UNIVERSIDADE EM TEMPOS DE PRECARIZAÇÃO E INCERTEZAS. <font color="#A31C25">Revista FORGES </Font&gt;, (Especial), 38-46. Obtido de https://www.revistaforges.pt/index.php/revista/article/view/116